(…)Procurado pela reportagem do UOL, o consulado negou que não tenha atendido aos chamados. Em relação a Patrícia, o primeiro secretário-cônsul-adjunto Pedro Frederico Garcia disse que telefonou ao aeroporto solicitando informações sobre a situação da estudante, além de ter enviado dois pedidos via fax na segunda-feira (10). (…)

Ainda segundo Garcia, o consulado não entrou em contato direto com as brasileiras porque “a comunicação é muito difícil nestas situações, e o assunto é tratado diretamente com as autoridades”.

Para o consulado, a polícia espanhola alegou que “havia uma discrepância entre o discurso de Patrícia e os documentos apresentados”. Segundo as regras gerais do país, a estudante deveria portar uma carta-convite assinada e carimbada pela organização do evento.

Segundo a Embaixada da Espanha no Brasil, o país pode exigir os seguintes documentos dos estrangeiros, inclusive dos turistas: passaporte válido, bilhete de viagem nominal, de ida e volta, comprovantes de estadia, seguro médico internacional, comprovante de renda para se manter no país e justificativa para a viagem. Dos estudantes pode ser exigido também um comprovante de matrícula em curso ou inscrição em congresso ou eventos semelhantes.

“Os brasileiros têm as portas abertas na Espanha. Mas precisam portar todos os documentos exigidos”, completou a embaixada. (…)

Fonte: Gabriela Sylos, UOL

Vídeo com reportagem da Agência Brasil: http://www.agenciabrasil.gov.br/media/videos/2008/02/21/Preconceito_Sexual_EDITADO.flv/view

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.