A Comissão da Amazônia, Integração Nacional e de Desenvolvimento Regional realiza nesta terça-feira (6) audiência pública para discutir denúncias de tráfico de mulheres e de crianças para exploração sexual na Amazônia e a situação dos religiosos ameaçados de morte por combatê-lo. A audiência foi requisitada pela presidente da comissão, deputada Janete Capiberibe (PSB-AP), e pelos deputados Marcelo Serafim (PSB-AM) e Maria Helena (PSB-RR).

A deputada afirma que há bispos da Igreja Católica ameaçados de morte por causa de denúncias contra o tráfico de pessoas para prostituição e também contra a grilagem de terras e a derrubada ilegal de madeira. Janete Capiberibe lembra que um dos bispos convidados para a audiência (dom Erwin Kräutler) vive sob escolta policial há mais de um ano.

No mês passado, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) divulgou uma nota pedindo às autoridades de segurança pública medidas de proteção para os religiosos que sofrem perseguições e ameaças na região Norte.

Foram convidados para a audiência:
– o presidente da CNBB, dom Geraldo Lyrio Rocha;
– o diretor-geral da Polícia Federal, Luiz Fernando Corrêa;
– o secretário de Segurança Pública e Defesa Social do Pará, Geraldo Araújo;
– o secretário de Justiça e Segurança Pública do Amapá, Aldo Alves Ferreira;
– o secretário de Segurança Pública de Roraima, Cláudio Lima de Souza;
– o bispo prelado de Marajó (PA), dom José Luís Azcona;
– o bispo de Abaetetuba (PA), dom Flavio Giovenale;
– o bispo prelado de Xingu (PA), dom Erwin Kräutler;
– o conselheiro da organização não-governamental Centro de Referência, Estudos e Ações sobre Crianças e Adolescentes (Cecria) Aldayr Brasil.

A audiência será realizada às 14 horas, no plenário 14.

Fonte: http://www2.camara.gov.br/internet/homeagencia/materias.html?pk=121238

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.