Primeiramente, peço desculpas aos meus seguidores por postar sobre um assunto que não tem relação direta com o blog.

Estive ontem em um evento chamado “Internacionalistas pela Democracia”. Fui neste evento acreditando que presenciaria um debate de ideias e respeito aos que pensam diferente do grupo que ali estava. Eu tinha esta expectativa especialmente por esta atividade ter sido organizada por internacionalistas (formados em Relações Internacionais) e nós somos formados para respeitar o outro e promover o diálogo SEMPRE! Mas não foi o que eu presenciei.

Vi apenas a réplica do que acontece nas redes sociais: deboches, apontando quem não vai votar no Haddad como fascistas, bárbaros, entre outros insultos. Não foi apresentada uma linha do projeto do PT para política externa, não apresentaram ideias, absolutamente nada.

Estiveram ali se manifestando ou militando o Ministro Celso Amorim, a coordenadora do curso de Relações Internacionais da UFABC, um diplomata licenciado, além da representação da UNE e Associação dos Pós-Graduandos.

Foi um evento que me entristeceu do ponto de vista internacionalista, afinal somos formados (ao menos eu fui formada) para respeitar o outro e seu posicionamento, buscando sempre o diálogo. Este é um exercício diário, não é fácil, mas é o que nós devemos fazer!

Você, estudante de Relações Internacionais, não deixe morrer o que nós temos de melhor: a capacidade de diálogo, de ouvir o outro, refletir e atuar em busca da convergência, sem ofensas, sem ódio, sem necessidade de achar que a sua visão de mundo é melhor do que a do outro, é apenas a sua visão de mundo e, ninguém, pode arrancar isso de você.

Independentemente do resultado eleitoral, vamos continuar caminhando pela construção da paz e da liberdade, estes sim os assuntos centrais deste blog.

 

– Daniela Alves, internacionalista, mestre em medicina e bioética pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul

 

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.