A partir de maio, três milhões de cartões telefônicos vão ajudar no combate à exploração sexual infantil no país. Por meio da mensagem “Não Deixe que uma Criança Seja Marcada pela Violência, Disque 100”, a campanha pretende incentivar os usuários do sistema de telefonia pública a denunciar abusos contra crianças.

A iniciativa, lançada nesta terça-feira em Brasília, é uma parceria entre o Centro de Excelência em Turismo (CET) da Universidade de Brasília (UnB), o Ministério do Turismo, a Federação Nacional de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares e a Brasil Telecom. Os cartões serão vendidos em toda região Centro-Oeste, Sul e também nos estados do Acre, Rondônia e Tocantins.

De acordo com a coordenadora do programa Turismo Sustentável e Infância (TS&I), do Ministério do Turismo, Elisabeth Bahia, a expectativa é de que em breve a campanha seja lançada em todo o país. De acordo com ela, o cartão vai ajudar a ampliar o número de denúncias recebidas pelo Disque 100.

Uma pesquisa realizada pela Brasil Telecom mostra que um cartão telefônico fica em média 20 dias com uma pessoa. Para Elisabeth Bahia, isso foi um dos fatores determinantes para fazer a campanha nos cartões telefônicos.

– Vamos aumentar o nosso público-alvo. Vamos divulgar o Disque 100 para aqueles com quem geralmente não trabalhamos, que são os usuários de cartões telefônicos. Vamos atingir mais pessoas. A responsabilidade social está acontecendo – disse a coordenadora.

Para a diretora do Centro de Referência da Criança e do Adolescente (Cecria), Neide Castanho, a medida é simples, porém eficaz.

– Essa é uma iniciativa muito parecida com a do soro caseiro. É tão fácil como eficiente. Uma mensagem explícita e compreensiva, que tenha um impacto estruturante, é capaz de mudar condutas. Violência contra criança eu não tolero, disco 100 – completou.

O Disque Denúncia Nacional de Abuso e Exploração Sexual Contra Criança e Adolescente, conhecido como Disque 100, funciona desde 1997. É um serviço de discagem direta e gratuita, disponível para todos os estados brasileiros. De 2003 a novembro de 2007, mais de 49 mil denúncias foram registradas. Cerca de 28 mil, referentes à exploração e abusos sexuais contra crianças.

Fonte: Agência Brasil

One thought on “Cartões telefônicos contra exploração sexual de crianças”

  1. Boa Tarde

    É muito importante que nós tenhamos cuidado com nosssas crianças pois esta cada vez mais comum a existencia de tráfico. Aproveito tambem para solicitar que desejo que envie-me qualquer material que tiverem sobre este tema que tanto aflinge nos lares da familia brasileira tendo em vista que farei meu trabalho de conclução de curso sobre este tema.
    Att: Camilo de Lelis

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.