A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Tráfico Nacional e Internacional de Pessoas no Brasil realiza na terça-feira (10), às 14h, a primeira de uma série de audiências públicas com objetivo de reunir informações para o mapeamento do quadro atual do tráfico de pessoas no país.

A primeira audiência terá a participação do coordenador de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas da Secretaria Nacional de Justiça (órgão vinculado ao Ministério da Justiça), Ricardo Rodrigues Lins, e da coordenadora do Núcleo de Prevenção e Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas da Secretaria da Justiça e Defesa da Cidadania do estado de São Paulo, Anália Belisa Ribeiro.

Também vão participar a coordenadora do Escritório de Enfrentamento e Prevenção ao Tráfico de Seres Humanos e Proteção à Vítima da Secretaria de Justiça e Cidadania do Ceará, Andrea da Silva Costa; a coordenadora do Núcleo de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas da Secretaria de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos da Bahia, Márcia Leite Prudente; e a coordenadora da ONG paraense Só Direitos, Andreza do Socorro Pantoja de Oliveira Smith.

A CPI do Tráfico de Pessoas foi instalada no final de abril. A criação do colegiado foi sugerida pela senadora Marinor Brito (PSOL-PA), escolhida para ser a relatora dos trabalhos. A presidência da comissão é ocupada pela senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) e a vice-presidência cabe ao senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP). A CPI tem prazo de 120 dias, prorrogáveis pelo mesmo período, para concluir suas atividades.

Confira o plano de trabalho da comissão.

Fonte: Augusto Castro / Agência Senado

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.