Seja para manter contato com amigos, seja para conhecer novas pessoas, crianças que acessam a internet devem ser orientadas sobre os benefícios e os malefícios que a interação pode trazer.

Em redes sociais, os pais devem aconselhar os filhos para que eles não forneçam informações pessoais em demasia. Nome completo, nome dos pais, escola onde estuda, endereço e telefone devem ficar longe do perfil da criança.

Quando possível, diga para a criança restringir o acesso ao perfil para amigos e família. Diga para ela evitar, também, a postagem de fotos –alguém pode fazer o download da imagem, alterá-la, ou até mesmo usá-la em sites de pedofilia.

A recomendação de não falar com estranhos, repetida à exaustão pelas famílias, também vale para o ambiente da internet –tantos em redes quanto em programas de bate-papo. Com a facilidade de ocultar suas identidades, criminosos se aproveitam da inexperiência das crianças para envolvê-las em redes criminosas, como a de exploração sexual.

Os pais devem ficar atentos a mudanças de comportamento. Se a criança se mostrar tensa, mudar constantemente de humor, ficar nervosa ou ansiosa, apresentar problemas para dormir ou começar a evitar contato com amigos, pode ser sinal de que ela está sendo vítima de alguma perturbação. Além de conselhos, os pais também têm a opção de instalar programas de segurança, como o Net Nanny www.netnanny.com , que filtram conteúdo adulto ou violento.

Outra recomendação é manter o computador em uma área comum da casa. Assim, fica mais fácil acompanhar o que as crianças fazem on-line. Dicas de segurança Alerte É comum encontrar pessoas que mentem sobre idade, sexo e personalidade.

Acompanhe as atividades do seu filho

Ensine Oriente seu filho para não compartilhar dados como telefone, endereço, nomes de escola, parentes e amigos

Oriente Mostre como arquivo desconhecido pode ser perigoso

Proteja Diga que ele pode e deve contar com você em caso de dúvida ou contato com conteúdos desagradáveis

Misture Incentive outras atividades, como esportes e brincadeiras

Denuncie

Se suspeitar de algo que viole os direitos humanos, denuncie em www.safernet.org.br

Fonte: Folha de São Paulo

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.