O Instituto de Políticas Públicas em Direitos Humanos do MERCOSUL (IPPDH) apresentou na XII Reunião Ordinária do GCI os avanços do Projeto Cooperação Humanitária Internacional para migrantes, apátridas, refugiados e vítimas do tráfico de pessoas.

O referido projeto tem como objetivo “desenvolver um conjunto de ações no âmbito do MERCOSUL e países associados sobre a cooperação humanitária a respeito de migrações, apátridas, refugiados e tráfico de pessoas sob o enfoque dos direitos humanos”.

Para sua implementação, o projeto está dividido em cinco eixos:

  • Migrações, apátridas e refugiados
  • Fluxos migratórios, com ênfase no deslocamento haitiano
  • Diálogos inter-regionais sobre cooperação humanitária para o intercâmbio de experiências e boas práticas
  • Atendimento humanitário às vítimas do tráfico de pessoas
  • Fortalecimento institucional do IPPDH

Esse projeto, que começou em dezembro de 2014, tem uma duração de 30 meses, e conta com o financiamento do governo brasileiro.

Saiba mais: ver Ata da reunião

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.