A Baixada Santista contará a partir desta semana com um novo projeto para combater a exploração sexual infantil. A Fundação Abrinq pelos Direitos da Criança e do Adolescente lançará o programa Rede de Prevenção – Contra a Maré da Violência em parceira com o Instituto HSBC Solidariedade. A solenidade será realizada no Senac/Santos, das 14 às 16 horas, nesta quinta-feira.

O objetivo do projeto é contribuir para a prevenção e o enfrentamento da violência sexual, com foco na exploração sexual comercial e violência doméstica contra crianças e adolescentes, em quatro municípios da região da Baixada Santista: Guarujá, Praia Grande, São Vicente e Santos. Para isso, o projeto desenvolverá ações de prevenção.

O Senac fica na Avenida Conselheiro Nébias, 309, na Vila Mathias.

Fonte:  A Tribuna Online

4 thoughts on “Região terá projeto contra exploração sexual infantil”

  1. Aproveito o espaço para divulgar o livro que escrevi: "CICATRIZES – Relatos de Violência Sexual".

    Sinopse:

    Cicatrizes relata a dor e o sofrimento de vítimas da violência sexual, agravante este que vem crescendo a cada dia no seio de nossa sociedade. O livro-reportagem aborda fatos reais que transformaram a vida de muitas mulheres.
    Todas as vítimas são apresentadas com pseudônimos para preservar suas identidades.

    http://palavraeprece.com.br/default2.asp?pg=loja/

    Vale lembrar que é preciso incentivar a denúncia (seja ela anônima ou não).

    QUANDO SE FALA POUCO SOBRE UMA PROBLEMÁTICA, TAMBÉM SE FAZ POUCO, MUITO POUCO OU QUASE NADA CONTRA ELA!!!

    Dalila Penteado
    livrocicatrizes@gmail.com

  2. Olá Daniela e leitores…

    Sintam-se convidados para o lançamento do livro-reportagem CICATRIZES – RELATOS DE VIOLÊNCIA SEXUAL.

    Será no dia 19 de maio, das 19 às 22h (terça-feira)
    Livraria da Vila – Alameda Lorena, 1731
    Jardins – Metrô Consolação

    Obrigada pelo espaço,

    Dalila Penteado
    livrocicatrizes@gmail.com

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.