Relatório propõe importantes mudanças na legislação europeia em matéria de doação de órgãos

Cerca de 60 mil pessoas na União Europeia aguardam por um transplante de órgão que lhes possa salvar a vida. A conclusão é tirada de um relatório apresentado esta segunda feira no Parlamento Europeu, em Estrasburgo, e que visa fixar medidas que melhorem a cooperação entre os Estados-membros nesta matéria.

Combater o tráfico e turismo de transplante, assim como, aumentar o número de órgãos disponíveis são alguns dos objectivos para o futuro. No entanto, existe uma clara divisão quando se pergunta aos europeus se estariam dispostos a doar os seus órgãos.

Os países do norte da Europa são os mais favoráveis em oposição aos do leste. Portugal surge na nona posição.

Sensibilizar os europeus para a necessidade de doar os seus órgãos, como forma de salvar vidas, é uma necessidade que o relatório sublinha. Para além disso propõe ainda a criação de um cartão europeu de dador afecto ao Sistema Nacional de Saúde de cada país.

O relatório, que é votado esta terça feira, pode representar um grande avanço e mais importante uma esperança para milhares de pessoas.

Fonte: EuroNews

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *