Casos bem sucedidos de reconstrução de vínculos familiares após violência doméstica serão apresentados durante o 4º Seminário de Combate e Enfrentamento ao Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, que ocorre no próximo dia 16, das 8h30 às 17h, no Teatro Cacilda Becker, em São Bernardo.A programação inclui palestras, debates e apresentação de documentário temático. As ações são para alertar, sensibilizar e conscientizar pessoas, instituições e governo na consolidação de políticas públicas no combate à exploração e violência sexual de crianças e adolescentes.

A primeira recomendação em casos de exploração e abuso contra crianças e adolescentes é denunciar. Entre as instituições, estão os dois Conselhos Tutelares de São Bernardo (4122-3306 ou 4122-1417) ou na Guarda Civil Municipal (4121-1033), quando o problema ocorrer nos fins de semana, feriados ou depois das 17h. Outras opções são pelos telefones 0800 773-7888 (municipal) e 100 (disque-denúncia nacional). Em março deste ano, o Crami de São Bernardo registrou 80 casos de abuso e exploração sexual do público infanto-juvenil, além do atendimento de 262 famílias.

Programação
As atividades no teatro terão início às 9h. O filme Flor do Pessegueiro, abre o dia de reflexão e mostrará mulheres que romperam o silêncio e denunciaram a violência sexual sofrida por crianças e adolescentes. Por volta das 10h, o ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente) e as medidas de proteção serão levantados pelo juiz Luiz Carlos Ditommaso, da Vara da Infância e da Juventude, e pela promotora pública Vera Lucia Acayaba Toledo, ambos do Fórum de São Bernardo.

Após a rodada de debates, Lígia Maria Vezzaro Caravieri, coordenadora técnica do Crami, e representantes da Fundação Criança apresentarão os casos bem sucedidos no enfrentamento ao abuso sexual, bem como as possíveis soluções. A partir das 14h30, serão abordados e discutidos os problemas de ordem médica e psíquica pelos pofissionais: Jefferson Drezett, ginecologista e coordenador do Serviço de Violência Sexual, do Centro de Referência da Mulher, mais conhecido como Hospital Pérola Byington, em São Paulo; e Maria Auxiliadora Figueredo Vertamatti, coordenadora do Programa de Atenção à Violência e Abuso Sexual (Pavas), da Secretaria de Saúde de São Bernardo. O encerramento está previsto para as 17h.

O seminário antecede o Dia Nacional de Combate e Enfrentamento ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, em 18 de maio, instituído pela lei federal 9.970, de 2.000. A data surgiu em protesto ao crime contra Araceli Cabrera Sanches, que, aos 8 anos, em 1973, foi seqüestrada, drogada, espancada, estuprada e morta em Vitória, no Espírito Santo.

Seminário
Dia: 16 de maio
Horário: das 8h30 às 17h
Local: Teatro Cacilda Becker (Praça Samuel Sabatini, 50)
Entrada: gratuita ao público 

 

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.