Os avanços nos esforços internacionais para combater o crime organizado transnacional será o foco da sexta sessão da  Conferência das Partes da Convenção das Nações Unidas contra o Crime Organizado Transnacional, a ser realizada em Viena, de 15 a 19 de outubro.

Ministros e autoridades dos Estados-Membros vão abordar diversos temas relacionados ao crime organizado que exigem respostas legais eficazes, aplicação da lei e da justiça penal, incluindo questões novas e emergentes, como o tráfico de bens culturais e crimes cibernéticos. Ao longo da sessão, diversos eventos paralelos serão abertos para a imprensa, incluindo o lançamento do Small Arms Survey 2012, um resumo de casos de crime organizado e de três manuais sobre a cooperação judiciária internacional e um evento sobre a experiência de vítimas de crimes. Uma serie de temas serão discutidos, entre eles a contribuição das organizações não-governamentais para fortalecer as operações de combate ao tráfico e a vulnerabilidade dos trabalhadores migrantes ao tráfico de pessoas.
A Convenção, junto a seus protocolos sobre o tráfico de pessoas e de armas de fogo e o contrabando de migrantes, constitui a base jurídica para a cooperação internacional no combate ao crime organizado transnacional. Até o momento, 172 Estados e a União Europeia ratificaram o instrumento, o que representa uma poderosa ferramenta para a cooperação no combate a gangues criminosas, seus líderes e redes que operam em todo o mundo.

A Conferência das Partes da Convenção foi estabelecida para melhorar a capacidade dos Estados Membreo em combater o crime organizado transnacional e para promover e revisar a implementação da Convenção.
A agenda está disponível em www.unodc.org

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.