Hotéis também devem agir Cinco por cento dos casos de trabalho forçado passam pelos hotéis. Macau, como cidade turística por excelência, deve apostar no combate destes crimes a partir dos balcões das recepções das unidades hoteleiras. A ideia foi defendida ontem num seminário sobre o tema, que contou com a presença de Florinda Chan Alexandra […]

Read More